Pedro Soares – 34 anos ao serviço do Bingo do Belenenses

 Pedro Padrão Soares

Chamo-me Pedro Padrão Soares e exerço funções de adjunto de chefe de sala no bingo do belenenses há cerca de 34 anos.

Ao longo destes quase 34 anos da minha atividade profissional, o bingo foi evoluindo, acompanhando naturalmente a evolução social, económica e cultural do país.

Esta evolução teve como princípio dar um novo enquadramento ao exercício da atividade do jogo do bingo de forma a tornar a atividade mais atrativa, especialmente tendo em atenção a evolução tecnológica.

Refiro a título de exemplo que no início da minha atividade profissional era quase tudo feito de forma manual.

Só mais tarde houve a ajuda do computador mas ainda com muitas fragilidades.

Estávamos muito expostos ao papel humano, logo sujeitos a muitas falhas.

O jogo do bingo foi pela primeira vez regulamentado em Portugal pelo DL nº  277/82, de 16 julho que o caracterizou como jogo de fortuna ou azar, do tipo não bancado.

Em Portugal chegou a haver 38 salas de jogo bingo sendo hoje 14 as salas em funcionamento.

Sala de bingo do Belenenses

As salas de bingo dispõem de uma estrutura própria de equipamentos de restauração e bebidas por forma a torná-las mais atrativas podendo ainda realizar programas de animação para os jogadores (exemplos: festas temáticas como Festa Mar/Páscoa/Natal etc., e a possibilidade de fornecer jantares).

As salas de bingo dispõem de colaboradores distribuídos por várias categorias ( chefia, caixas fixos, caixas volantes e porteiros), e, claro, funcionários do bar.

Constituem elementos do jogo do bingo: cartões, bolas numeradas, mecanismo de extração de bolas, ecrãs (televisores distribuídos pela sala) aparelhagem sonora e circuito fechado de televisão.

Os cartões são editados mediante prévia autorização do Serviço de Regulação e Inspecção de Jogos (SRIJ).

Todos os cartões são seriados e numerados com indicação do seu valor facial.

Em cada cartão constam 15 números. A série normalmente utilizada é a série L, composta por 1692 cartões, todos naturalmente com numeração diferente.

A venda dos cartões é feita sempre do numero mais baixo para o mais alto, número esse designado como número de fecho de jogada.

Da diferença entre o número mais baixo da série mais antiga para o número mais alto da série mais recente, resulta, claro, o número de cartões vendidos na sala.

Há vários anos a esta parte, as salas de bingo funcionam com base numa aplicação informática de controlo, denominada B2000.

Existente em todas as salas em exploração e onde ficam registados todos os procedimentos e eventos de cada jogada, e por conseguinte de toda a sessão.

Esta aplicação informática garante ao jogador a lisura da exploração do jogo do bingo.

A venda dos cartões é efetuada pelos caixas auxiliares volantes nas mesas de jogo, tendo sempre em atenção a ordem de chegada do jogador.

Concluída a venda de cartões, a mesa de controlo fecha a jogada introduzindo na B2000, o número do ultimo cartão vendido na sala, e é por sua vez anunciado à sala (ou seja a todos os jogadores) o número total de cartões vendidos naquela jogada, número de série, e valor dos prémios em jogo (LINHA E BINGO).

As salas podem ainda dispor de máquinas que permitem jogar em cada jogada um número de cartões a definir pelo concessionário.

Sala de bingo do Belenenses

Este instrumento tem como finalidade permitir ao jogador comprar um número elevado de cartões e com isso aumentar o número de cartões vendidos por jogada, aumentando o valor do prémio, bem assim como as suas probabilidades de ganhar os prémios em jogo.

Para além dos prémios de Linha e Bingo, a lei do jogo do bingo permitiu recentemente a existência de prémios adicionais sendo eles a BOLA DA SORTE – 1 a 6 com máximo de 100 euros. As bolas da sorte são geradas pelo sistema informático da B2000, no início de cada jogada e podem ver-se nos monitores da sala.

PRÉMIO SALA – valor máximo de 250 euros em ciclos semanais no máximo de dois por semana.

Bola limite 45 subindo uma bola por jogada até à sua atribuição. Este prémio tem início em jogada a designar pelo concessionário.

INCREMENTO DE BINGO- ao concessionário é permitido até ao valor de 8.000 euros por mês incrementar as jogadas. Incremento de linha ou bingo na jogada e com o valor que entender.

Nas jogadas em que ocorram, deve ser previamente publicitado à sala, ou seja aos jogadores.

LINHA ACUMULADA – valor máximo de 50 euros, tem como base o número de bolas escolhido para atribuição (exemplo: 11) e é considerado o número da jogada a partir da qual, caso não tenha saído até lá em cada jogada, sobe uma bola até à sua atribuição.

PRÉMIO ACUMULADO – valor base (100%); prémio a atribuir (80%) e reserva (20%) a este prémio acresce valor facial do cartão da jogada na mesma proporção. Em caso de atribuição, o concessionário repõe o diferencial da reserva para o valor base, dos 100%. Início às 38/40 bolas.

BOLAS – numeradas de 1 a 90 colocadas numa máquina extratora onde após o início da jogada, são visionadas no sistema de vídeo em circuito fechado.

Uma operadora, Caixa Volante, anuncia os números através do sistema sonoro, efetuando a marcação num painel digital de que dispõe.

Esta informação é enviada ao sistema informático, e através dele enviado para os quadros.

A máquina, com leitor automático, reconhece o número, e caso o operador não o faça corresponder, o sistema bloqueia a própria continuidade da jogada.

Esta é também uma forma de garantir a lisura de procedimentos e evitar erros.

O anúncio das expressões para anunciar os prémios pelos jogadores é de LINHA ou BINGO conforme o caso, e é feito de forma audível na sala por forma a que jogo pare.

Não são permitidas outras expressões. Este aspecto reveste-se de enorme importância pelo facto de grande parte das reclamações dirigidas ao órgão fiscalizador terem como base a não paragem do jogo por não ter sido audível a expressão correta.

O que pode levar à divisão do prémio, com algum dos jogadores entretanto premiados com a saída da, ou das bolas seguintes.

A marcação dos cartões deve ser efetuada de forma indelével, por forma a que seja claramente vista a marcação no sistema de vídeo. Os cartões premiados são sempre colocados para visualização no sistema de vídeo da sala de jogos.

Os mesmos só serão aceites para conferência se se encontrarem íntegros.

Perdem o direito ao prémio todos os cartões em que haja duas partes físicas do mesmo, danificadas, em que o número do cartão de série ou qualquer um dos números da combinação esteja em causa.

Algumas dessas situações levam à perda do pagamento do prémio.

A título de curiosidade poder dizer-se que na sala onde trabalho existe uma frequência média de jogadores acima dos vinte mil por mês.

Isto para reforçar a ideia de que a atividade do jogo do bingo, depois dos tempos áureos em que teve uma faturação (entre 1986 e 2016), sempre superior a dez milhões de euros anuais (inclusivamente o melhor ano, 2004, com quase 20 milhões, teve entre 2012 e 2015 os seus piores anos, muito por conta da crise).

Com a recuperação da economia, o jogo do bingo tem vindo a recuperar novamente, lentamente é certo, o que acontece também na sequência dos novos prémios instituídos. A tal facto, também não é alheia uma robusta política de ofertas de bar, o que naturalmente tem contribuído para fidelizar alguns bons clientes, e atrair muitos outros.

Por: PEDRO PADRÃO SOARES

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *